ACUSADO DE MATAR O PROFESSOR JÁ ESTÁ PRESO EM MARABÁ – VEJA.. - JORNAL FOLHA DO PARÁ

EXTRA

JORNAL FOLHA DO PARÁ

MAIS DE 17 MILHÕES DE ACESSOS

ANUNCIE AQUI NESTE ESPAÇO ESPECIAL - MAIS DE 22 MIL ACESSOS POR DIA - "AQUI JESUS ABENÇOA"

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sábado, 11 de agosto de 2018

ACUSADO DE MATAR O PROFESSOR JÁ ESTÁ PRESO EM MARABÁ – VEJA..

Felipe é soldado da Polícia Militar do Maranhão e recebeu voz de prisão no seu quartel, em Imperatriz.


Foto: Josseli Carvalho/CT

Equipe da Delegacia de Homicídios chegou por volta das 22 horas desta sexta-feira (10) a Marabá, trazendo preso Felipe Freire Sampaio Gouveia, principal acusado de matar o professor Ederson Costa dos Santos, de 29 anos após uma briga de trânsito.

Foragida, coautora de homicídio contra professor está identificada
A Polícia Civil realiza buscas para tentar localizar Thais Santos Rodrigues, namorada de Felipe Freire Sampaio Gouveia, soldado da Polícia Militar do Maranhão, lotado em Imperatriz (MA), preso ontem (quinta) pela morte do professor Ederson Costa dos Santos, de 29 anos, na madrugada do último sábado, 4 de agosto.

Ela aparece nas imagens do crime, junto do soldado, e em nenhum momento tentou impedir o crime ou se apresentou posteriormente para fornecer informações, sendo considerada coautora do assassinato.


O automóvel utilizado no crime, apreendido ontem, Fox vermelho, de placas OFM-8620, de Marabá, está registrado em nome de Thais, que é natural da cidade. Hoje, sexta-feira (10), o juiz Alexandre Hiroshi Arakaki, titular da 3ª Vara Criminal, autorizou a transferência de Felipe para o Centro de Recuperação Anastácio das Neves (Crecan), na Região Metropolitana de Belém.


OFERECIMENTO ESPECIAL

Na decisão, ele destaca que pela filmagem é possível ver uma pessoa “com comportamento aparentemente calmo, que efetua disparos de arma de fogo a direção da cabeça da vítima, vasculha as vestes desta e sai andando calmamente, demonstrando preparo e frieza”.

Classifica, ainda, o crime como “banal, grave, que gerou enorme repercussão social, principalmente por ter-se divulgado ser o executor um policial militar”. O policial foi preso no quartel e que trabalha, na cidade maranhense.

PATROCINADOR EXCLUSIVO


CRIME
O assassinato aconteceu próximo de 1h20 da madrugada de sábado. Segundo o delegado Ivan Silva, que investiga o caso, a confusão que resultou em morte começou na Rodovia Transamazônica, no Núcleo Cidade Nova, onde o professor fez uma manobra irregular e atingiu o carro em que estava o casal.




Ederson não parou para prestar auxílio ao motorista e continuou a dirigir, entrando na Avenida Tocantins, onde parou o veículo em frente ao Sesi. Logo em seguida o condutor do carro abalroado chegou e os dois começaram a discutir. A conversa durou em torno de cinco minutos até que o soldado efetuasse os disparos.
 


DENÚNCIAS
Quem tiver informações acerca da localização dele Thais deve entrar em contato com o Disque Denúncia Sudeste do Pará, por meio dos números do aplicativo, pelo telefone (94) 3312-3350 ou ainda através do Whatsapp (94) 98198-3350. Pode-se, ainda, acionar a Polícia Militar pelo Núcleo Integrado de Operações Policiais (Niop), no número 190.
=============================================================================
PATROCINADOR ESPECIAL FOLHA DO PARÁ

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here