EM MARABÁ, PRAIA DO TUCUNARÉ: FINAL DE SEMANA CONSIDERADO TRANQUILO – VEJA FOTOS - JORNAL FOLHA DO PARÁ

EXTRA

JORNAL FOLHA DO PARÁ

MAIS DE 17 MILHÕES DE ACESSOS

ANUNCIE AQUI NESTE ESPAÇO ESPECIAL - MAIS DE 22 MIL ACESSOS POR DIA - "AQUI JESUS ABENÇOA"

test banner

Post Top Ad

Responsive Ads Here

terça-feira, 24 de julho de 2018

EM MARABÁ, PRAIA DO TUCUNARÉ: FINAL DE SEMANA CONSIDERADO TRANQUILO – VEJA FOTOS



PATROCINADOR OFICIAL
 







Não foram registrados acidentes graves na Praia do Tucunaré, de maior movimentação em Marabá, neste final de semana. De acordo com o sargento Elivaldo Pereira Belém, do Corpo de Bombeiros, foram realizados apenas dois socorros, sem vítimas fatais.

Uma pessoa sofreu uma parada cardiorrespiratória, mas foi rapidamente socorrida pelos bombeiros e encaminhada à Orla Sebastião Miranda, na Marabá Pioneira, onde foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “Conseguimos fazer a vítima retornar”, informou o sargento.

O outro caso foi um princípio de afogamento, no qual também houve intervenção do Corpo de Bombeiros e a vítima foi socorrida.

Nas redes sociais, passou a circular um boato acerca de um suposto acidente entre uma lancha e uma rabeta, o que foi desmentido pelo Corpo de Bombeiros. “Foi realizada vistoria em toda a área da praia e não foi constatada a veracidade deste fato”, acrescentou.

CRIANÇAS




 
 
Conforme o sargento, apesar da calmaria, ainda são flagrados casos de falta de atenção dos responsáveis por crianças. “Estamos sempre alertando aos pais porque ainda há algumas imprudências, deixando crianças sozinhas e confiando apenas no Corpo de Bombeiros”, apontou.

Ele destaca que os responsáveis devem manter o olhar atento sobre as crianças e evitar a ingestão de bebida alcoólica, além de preferir os dias de semana para passear com os pequenos, quando o movimento é menor. “Por um descuido pequeno pode ocorrer um acidente grave”.

Ele ressalta que o Corpo de Bombeiros vem trabalhando fortemente com educação junto aos veranistas “para orientar os banhistas e barqueiros para ser respeitado o limite das boias, o que evita muitos acidentes”.

Há, ainda, a fiscalização do uso de coletes nas embarcações e, embora haja pessoas que insistam em não vestir a proteção, os bombeiros observam que a maior parte dos banhistas está atento à segurança. Por fim, o sargento alerta, ainda, que os veranistas evitem locais mais afastados e procurem permanecer nas regiões onde há guarda vidas.

O efetivo do Corpo de Bombeiros na praia é de 15 militares, somado ao apoio da Defesa Civil que disponibilizou mais 20 homens que atuam na faixa de areia.




VEJA AS FOTOS



 




 




























Image result for TIM
 


 
FOTOS: James Paraguassu > FOLHA DO PARÁ
 


















































 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Responsive Ads Here