JORNAL FOLHA DO PARÁ -- MAIS DE 13 MILHÕES DE ACESSOS -- "GLÓRIA A DEUS"

ANUINCIE AQUI - APROVEITE NOSSA PROMOÇÃO DE FIM DE ANO

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF) NEGA PRISÃO, MAS AFASTA DO MANDATO E MANDA AÉCIO NÃO SAIR DE CASA À NOITE – VEJA..

Ministros também determinaram que senador do PSDB entregue passaporte. Pedido da PGR tem por base delação da JBS. Parlamentar é acusado de receber dinheiro ilegalmente. Ele nega.

Os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram nesta terça-feira (26) por 5 votos a 0 pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o senador Aécio Neves (PSDB-MG), mas, por 3 votos a 2, determinaram o afastamento do mandato e o recolhimento noturno do senador em casa.

Votaram contra o pedido de prisão os cinco ministros da turma – Marco Aurélio Mello (relator), Alexandre de Moraes, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Em relação ao pedido de afastamento do mandato, votaram contra Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes. Barroso, Rosa Weber e Fux votaram pelo afastamento.
A prisão de Aécio foi negada de forma unânime porque os ministros não consideraram ter ocorrido flagrante de crime inafiançável, única hipótese prevista na Constituição para prender um parlamentar antes de eventual condenação.

Pela decisão, Aécio Neves também ficará proibido de manter contato com outros investigados na Operação Lava Jato e deverá entregar seu passaporte, devendo permanecer no Brasil.
Aécio deverá ser afastado, e seguir as demais restrições, assim que for notificado, o que deve ocorrer nesta quarta-feira (27), segundo o advogado do senador, Alberto Toron.

Votos pelo afastamento
Primeiro ministro a votar pelo afastamento, Luís Roberto Barroso disse no julgamento que há indícios “induvidosos” de crimes cometidos pelo senador. Aécio é acusado de corrupção passiva e obstrução da Justiça, por pedir e receber R$ 2 milhões da JBS, além de ter atuado no Senado e junto ao Executivo para embaraçar as investigações da Lava Jato.

Na ocasião em que foi revelado o conteúdo da delação premiada de executivos da JBS, Aécio Neves argumentou que pediu o dinheiro como um empréstimo, em uma transação de caráter particular, a fim de pagar advogados. Segundo ele, antes do pedido de empréstimo foi proposta ao empresário Joesley Batista, um dos sócios da JBS, a compra de um apartamento, que ele não aceitou. A intenção, segundo o senador, era quitar a dívida do empréstimo com Joesley com a venda do apartamento.
 


Por Renan Ramalho, G1, Brasília para o Jornal Folha do Pará Online/Marabá

__________________________________________________________________________________

OFERECIMENTO EXCLUSIVO DAS GRANDES EMPRESAS PARCEIRAS DO JORNAL FOLHA DO PARÁ
 
 

 
 
 
 
 
 
BANCO DO BRASIL - CHEGOU A CONTA FÁCIL
 
ELETROBRAS
 
 
UNIMED BELÉM - INVESTINDO CADA VEZ MAIS NA SAÚDE DOS PARAENSES
 
C & A -- CONHEÇA NOSSAS NOVIDADES E PROMOÇÕES -- CONFIRA
 
'SEJA  UM  PATROCINADOR  EXCLUSIVO   DESTE  JORNAL  SOLICITE
UMA  VISITA - APROVEITE  NOSSAS  PROMOÇÕES  DE  FIM DE ANO
MOSTRE SEUS PRODUTOS  JÁ ATINGIMOS MAIS DE 13 MILHÕES
DE ACESSOS SÃO MAIS DE 20 MIL ACESSOS DIÁRIO
LIGUE: (94) 3321-2227 / 99134-3538 / 98104-9741
AQUI DEUS ABENÇOA
 
 
 
  FERRO NORTE -- Marabá/Pa
OLIVA'S RESTAURANTE -- MARABÁ/PA
ASSISTA NOSSO VÍDEO
 
DOSE EXATA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO -- MARABÁ/PA
    
 MARABÁ/PA -- IMPRESSÕES MAIS - MAIS QUALIDADE MAIS RESULTADO
  
  

 

 
 
 
 LOJAS VALD'LAR - MOVÉIS NOVOS E USADOS -- MARABÁ/PA
 
 
ASSISTA NOSSO VÍDEO
  

DNA -- INGLÊS ILIMITADO -- EM MARABÁ/PA
 
 ADRIANO DO EGITO Decorações -- MARABÁ/PA
ASSISTA O VÍDEO DE NOSSA INAUGURAÇÃO
 
DOM PISCINA -- MARABÁ/PA
 
 
 
 
 





































 

About James Paraguassu

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment