JORNAL FOLHA DO PARÁ -- MAIS DE 13 MILHÕES DE ACESSOS -- "GLÓRIA A DEUS"

ANUINCIE AQUI - APROVEITE NOSSA PROMOÇÃO DE FIM DE ANO

JOESLEY AFIRMA: "PRESIDENTE TEMER É CHEFE DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA DO PAÍS"


Em entrevista, empresário falou sobre relação com presidente e Cunha

O empresário Joesley Batista, dono do Grupo J&F, afirmou que o presidente Michel Temer (PMDB) é "o chefe da maior e mais perigosa organização criminosa do país". Em entrevista à revista Época, ele falou sobre a relação com o peemedebista, com o deputado cassado Eduardo Cunha e o esquema de pagamento de propina a políticos.

Joesley, que chocou o país com uma gravação em que conversava com Michel Temer, contou que a relação com o presidente começou em 2010, por meio do então ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi.

"Nunca foi uma relação de amizade. Sempre foi uma relação institucional, de um empresário que precisava resolver problemas e via nele a condição de resolver problemas. Acho que ele me via como um empresário que poderia financiar as campanhas dele – e fazer esquemas que renderiam propina", afirmou.

Joesley Batista presta depoimento à PF


Batista ainda classificou que Temer "não é um cara cerimonioso com dinheiro", e que desde o início, eles já haviam combinado valores em troca de benefícios a Joesley, entre eles, quantias para não prejudicar a imagem de Temer durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) e o pagamento do aluguel de seu escritório em São Paulo, que não ocorreu.

O Palácio do Planalto informou que não irá se pronunciar a respeito da entrevista de Joesley Batista.

Eduardo Cunha

Sobre o deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) o delator falou de uma "hierarquia" entre ele e Temer. "Eu não sei como era o acerto do Lúcio do Eduardo, tampouco do Eduardo com o Michel. Eu não sei como era a distribuição entre eles. Eu evitava falar de dinheiro de um com o outro. Não sabia como era o acerto entre eles. Depois, comecei a tratar uns negócios direto com o Eduardo.".

Joesley afirmou que após Cunha assumir a presidência da Câmara, os pedidos de propina se tornaram mais frequentes, sob a afirmação de que a abertura de CPIs contra o grupo do empresário seria barrada. A prática também seria usada pelo principal operador de propina de Cunha, Lúcio Funaro.

"“Tem um requerimento numa CPI para te convocar. Me dá R$ 1 milhão que eu barro”. Mas a gente ia ver e descobria que era algum deputado a mando dele que estava fazendo. É uma coisa de louco.", disse.

Organização criminosa

Temer foi apontado como o líder da "organização criminosa mais perigosa do país". "Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles."

Para Joesley, o grupo era o de mais difícil convívio que já teve, por não poder se aproximar muito, pelos abusos de pedidos, e também, não se afastar, por medo de ser prejudicado.

Mensageiros

Com a prisão de Cunha e Funaro, Joesley teria continuado a pagar propina, a partir de "mensageiros" de confiança dos presos. Ele afirmou que a manutenção do pagamento era a garantia de que não seria delatado.

Já o presidente Michel Temer, teria como o mensageiro o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima, que rotineiramente o procurava para garantir que as propinas fossem mantidas.

"De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo e Lúcio calmos era eu.", relatou. 

Da Redação noticias@band.com.br
________________________________________________________________________
OFERECIMENTO
DATA.NET -- MARABÁ/PA
LOJAS AMERICANAS
ELETROAR -- MARABÁ/PA. -- VENHA VER NOSSAS PROMOÇÕES
INOVATEC -- MARABÁ/PA





EM MARABÁ/PA -- CERÂMICA CASTANHEIRA - QUALIODADE E COMPROMISSO





FERRO NORTE -- Marabá/Pa

ÓTICAS HELENA E TRITON -- MARABÁ/PA























 

 

About James Paraguassu

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment