Header Ads

EM DEPOIMENTO A MORO, JADER BARBALHO NEGOU TER INDICADO DIRETORES PARA PETROBRAS - VEJA..





 Senador também negou conhecer Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB na Petrobras

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) negou ter participado de indicação dos diretores Nestor Cerveró e Paulo Roberto Costa para a Petrobras em depoimento ao juiz Sergio Moro, nesta quinta-feira. O parlamentar depôs, por meio de videoconferência, na condição de testemunha de defesa do lobista Jorge Luz e seu filho, Bruno, réus no âmbito da Operação Lava-Jato.

— Nunca indiquei ninguém nem para a portaria da Petrobras — disse

De acordo com o senador, ele desconhecia a importância política dos postos de dirigentes da Petrobras e jamais participou de reunião da bancada para definição de quem seria o representante do partido no cargo.

— Confesso ao senhor que desconhecia o poder desses dirigentes da Petrobras. Só vim tomar conhecimento em um episodio pitoresco em que o então presidente da Câmara, Severino Cavalcante, disse que estava interessado em indicar um diretor para Petrobras para aquela área que furava poço. Foi aí que tomei conhecimento que havia interesse em relação ao cargo de dirigente da Petrobras — afirmou.

Severino Cavalcante foi presidente da Câmara por cerca de seis meses em 2005.

De acordo com Jader Barbalho, ele conheceu Jorge Luz no início de 1983, quando era governador do Pará pela pela primeira vez. Naquele período, Luz prestaria serviços de consultoria para a companhia de saneamento do estado, a Cosampa. Depois disso, a relação deles depois foi meramente social e Luz nunca lhe pediu qualquer ajuda em assuntos relacionados à Petrobras.

Ainda de acordo com o senador, ele foi apresentado a Paulo Roberto Costa em um jantar na casa de Renan Calheiros, que a época era presidente do Senado, mas não soube precisar a data desse encontro. Na ocasião, ambos conversaram sobre o biodiesel, no qual a Petrobras estaria interessada em investir. Segundo Barbalho, seu interesse era fomentar o plantio do dendê por meio de empréstimos no estado do Pará. No mesmo jantar, Barbalho conheceu também Nestor Cerveró, mas disse não se lembrar do que teria conversado com ele.

Negou ainda conhecer Fernando Soares, o Fernando Baiano, considerado um operador do PMDB na Petrobras, e disse que soube dele por meio da imprensa.

— Nunca tinha ouvido falar da existência desse senhor, e me considero um político bem informado.

Por: O Globo
_____________________________________________________________________________
OFERECIMENTO ESPECIAL DOS NOSSOS PATROCINADORES



OLIVA'S RESTAURANTE -- MARABÁ/PA

MARALUZ -- MARABÁ/PA


SOU DIGITAL -- A SUA ASSINATURA DIGITAL -- MARABÁ/PA

LOJAS AMERICANAS

FERRO NORTE -- Marabá/Pa

       








































Tecnologia do Blogger.